November 19, 2018

November 10, 2018

November 1, 2018

October 2, 2018

September 4, 2018

August 29, 2018

Please reload

Posts recentes

Kalindi - De mim para o mundo com todo o amor do mundo

December 17, 2018

1/5
Please reload

Postagens em destaque

E foi dessa vez!

13 Jan 2016

 

Como muitos acompanharam por aqui, no final de 2013 iniciou a minha jornada para tentar engravidar. Foram 25 meses repletos de aprendizado, mas também alguns momentos de desilusão e completa desesperança e tantos outros de introspecção e autoconhecimento.  

 

Em abril deste ano eu estava com a videolaparoscopia marcada para julho quando acabei tomando um rumo totalmente diferente na minha carreira e abri minha empresa que me tomou todo o tempo, energia e foco. Desmarquei a video, parei de controlar ovulação e só fazia sexo por vontade e prazer! Não vou dizer que eu não pensava "nisso" porque é claro que todo final de ciclo vinha aquele sentimento de esperança lá no fundinho. Mas logo passava. Trabalhei muito, li tudo que estava atrasado, saí, bebi, fiz vestibular, me distraí ao máximo deste desejo "temporariamente arquivado". 

 

Muito bem, a Self começou a ir muito bem e eu fui começando a me reorganizar para voltar em 2016... Ia marcar consulta após o carnaval para, quem sabe, fazer a video no início do primeiro semestre. Ocorre que, dia 10 de novembro fui fazer meu preventivo e meu GO me perguntou das tentativas, contei meus planos para ele, conversamos bastante e ele me pediu para refletir sobre o meu desejo e as reais razões para eu estar adiando... Foi uma conversa dura mas gentil e me fez cair na real sobre meus medos e desejos! Cheguei em casa e marquei o médico da clínica de fertilidade e avisei o marido que começariamos 2016 com os exames feitos e a video agendada!

 

Definimos o protocolo: bateria de exames (again...), videolaparoscopia, 4 ciclos de coito programado com indução e IA ou FIV a depender do que descobríssemos ao longo do processo. Já que estava no início do meu período fértil ele falou pra eu fazer controle de ovulação naquele ciclo mesmo iniciando no dia seguinte e me conseguiu um encaixe no Laboratório que eu sempre vou e confio muito! A medica identificou ciclo ovulatorio à direita, e foi categórica: você vai ovular em 24 horas! Tenha relações hoje e amanhã. E assim eu fiz! Os dias que se seguiram foram aquela lentidão... Voltei à vida de tentante! As mesmas sensações, incertezas, medo, ansiedade! Tudo de novo! O sentimento de sempre: esperança enorme misturada com a culpa de estar tendo essa esperança! "Por que dessa vez seria diferente? Claro que não deu certo... Ahh sua boba, larga a mão de ser trouxa". 

 

4 dias antes do atraso senti uma cólica estranha e falei pro marido que estava muito cedo para cólica, no dia seguinte de manhã resolvi testar só pra tirar isso da minha cabeça pois ver o negativo branco e claro sempre me deixava mais pé no chão! Ocorre que eu JURAVA que estava vendo uma linha muito muito fantasma. Tinha hora que via e hora que não via! As meninas no grupo de tentantes também viram mas também não tínhamos certeza se era evaporação ou não! Fui logo pro exame de sangue! A hora que saiu o resultado quase cai da cadeira: POSITIVOOOOOO!!! Era verdade: eu estou grávida! 2015 que já estava sendo maravilhoso não poderia ter terminado de maneira melhor! 

 

Eu não tenho palavras pra agradecer a todas as pessoas que me apoiaram, me escreveram, se abriram comigo ou apenas desabafaram neste processo todo!!! É para todas vocês que estou escrevendo esse post. Para que saibam que não foi relaxar ou desencanar que me fez engravidar! Fiquei 8 meses desencanada e não engravidei! Foi assumir as rédeas do meu corpo e da minha vida! Ir fazer o que eu gostava e o que eu precisava e voltar pronta para ir até o final. Questionar o meu desejo e o que realmente me motivava nessa tentativa foi de suma importância para retomar as tentativas com toda a determinação possível. Me conhecer fez com que eu percebesse 4 dias antes do atraso que havia algo diferente e testar com consciência. Em nenhum ciclo nesse tempo todo sem tentar eu testei. O empoderamento fez TODA a diferença na minha vida! Fui uma tentante empoderada e fui empoderada quando suspendi as tentativas (não testando a toa por exemplo) e engravidei no meu ciclo super empoderado e cheio de ansiedade!!!

 

Deixo a vocês então, com todo o meu carinho, a carta que escrevi para o pequeno ser que cresce aqui dentro e que não deixa de ser uma reflexão para todos e todas nós que estamos nesta jornada do autoconhecimento e empoderamento!  

 

"Sabe, eu nunca de verdade sonhei em ser mãe. Sempre via essa possibilidade como algo que fazia parte do ciclo natural das coisas, mas até pouco tempo atrás eu não sabia o que era exatamente esse desejo que tantas de minhas amigas e mulheres, próximas ou não, descreviam.

 

E então, como em um passe de mágica esse desejo por você veio! E comecei a imaginar seu rostinho, seu jeito especial de ser e o como eu e seu pai poderíamos transbordar o nosso amor em um novo serzinho que terá suas próprias experiências e visão de mundo e certamente nos ensinará tanto...

 

E esse desejo foi crescendo aos pouquinhos aqui dentro ao mesmo tempo em que fui me preparando e amadurecendo para te receber. Minha visão de vida e de mundo começou a mudar... este plano pareceu não bastar mais, a matéria se tornou insuficiente, ao passo que sonhar com você se tornou algo doce e reconfortante. Não vou dizer “por” você, mas “graças” a você, sim me tornei uma pessoa melhor!

 

Um dia você vai saber que a minha infância não foi das mais fáceis, que eu sofri coisas que nenhuma criança merece sofrer, mas vai saber também que não me amargurei, que o mundo e o Universo continuaram sendo bons para mim. Me trouxeram seu pai, meu grande amor e companheiro de jornada e me trouxeram você! Que eu já amo com todo o meu coração e com forças que eu não sei de onde vem. É isso que eu quero que você se lembre e saiba ao longo desta jornada terrena: a vida nem sempre é fácil, o mundo muitas vezes é cruel e a caminhada pode ser espinhosa e dura, mas ainda assim vale a pena, pois as surpresas que podemos encontrar no meio desse caminho compensam todas as dores e todas as lagrimas.

 

O calor de um abraço, a suavidade de um beijo de amor... é tão lindo meu amor! O aconchego de um colo que nos compreende, de uma palavra amiga... tão doce... que suplanta qualquer amargura.

 

E nesta carta quero te prometer que algumas coisas farão a sua vida valer a pena mesmo quando estiver com o coração e alma aquebrantados. E quero que você saiba que SEMPRE SEMPRE poderá contar comigo, pois estarei ao seu lado para os momentos mais duros e também os mais felizes.

 

Irei errar, irei falhar, com certeza em algum momento irei te decepcionar e você perceberá que mães são humanas e esse momento é um dos primeiros e mais doloridos da nossa existência. Mas é também nesse momento que nos tornaremos amigos, que nos tornaremos parceiros e sei que você me ensinará muito mais do que eu tenho a lhe ensinar, mas você também irá descobrir que nada nesse mundo é maior do que o amor de mãe. 

 

Aproveite essa jornada para desfrutar de cada segundo da forma mais plena e para caminhar em direção à evolução espiritual que nos traz a esta terra.

 

Então aí vão alguns conselhos com muito amor:

  1. Corra até perder o fôlego sempre que possível;

  2. Coma um pudim de leite (de preferência da sua vó Rosa) até ficar com a barriga doendo e ter que abrir o botão da calça;

  3. Dê risada, gargalhe, sorria... mesmo que seja artificial, o sorriso alegra o corpo...

  4. Leia o máximo que conseguir! Isso fará seu mundo ser muito maior do que apenas este que nós vemos...

  5. Faça carinho em um bichinho sempre que possível! Eles são criaturas puras nesta terra que nos reconectam com a mãe natureza!

  6. Use as roupas e os brinquedos novos na hora... e sempre... não guarde para amanhã! O amanhã é uma ilusão!

  7. Não se preocupe em se sujar... preocupe-se em não aproveitar!

  8. Beije e abrace sempre que tiver vontade e NUNCA o faça se não o tiver... nem que a mamãe ou o papai peçam! O seu corpo é o templo sagrado da sua alma e ele é só seu. Não deixe que mais ninguém te dê ordens sobre ele ou ultrapasse os limites por você impostos! Também não deixe que te digam que ele é sujo ou pecaminoso. Seja livre para fazer dele o que tiver vontade!

  9. Não se prenda às convenções sociais meu amor! A vida é curta demais para nos preocuparmos com a opinião alheia.

  10. Preocupe-se sim e muito com a sua consciência! Respeite-a! Não force seu limite... o limite da ética se alarga com facilidade e quando menos esperamos estamos tendo condutas egoístas e que contrariam o bem e a generosidade.

  11. E por falar em generosidade, seja generoso! Se doe! Entregue-se... tudo volta... e volta em dobro!

  12. A sombra e a escuridão são necessárias para que o brilho do sol seja tão lindo e encantador! Aceite-as! Abrace-as!

  13. Ame com toda a sua alma e com cada célula do seu corpo pelo menos uma vez na vida! O frio na barriga de um grande amor é a experiência mais próxima do divino que podemos ter nessa terra!

  14. Perdoe!

  15. Dance!

  16. Sonhe... não deixe nunca que subestimem ou apequenem seus sonhos! Nem mesmo a mim e ao seu pai que tanto te amamos! Ninguém mais sabe dos seus desejos como você...

  17. Coloque-se no lugar do outro... sofra a dor do outro e celebre a conquista do outro... isso nos torna vulneráveis. Nos torna humanos, nos torna vivos!

 

Eu já te amo e mal posso esperar para ter você em meus braços, para lhe dar mamar e para ver seus primeiros passinhos... suas primeiras palavras. Sei que teremos longas noites juntos, que debateremos muito e também nos magoaremos as vezes. Sei que terá momentos em que eu serei a ultima pessoa que você vai querer ver, mas sei que esse vínculo que temos desde agora, esta sensação de te ter aqui sabendo que você ainda é uma célula tão pequenina na minha barriga, é algo que eu não tenho como descrever! Espero que você venha como tem que vir e que eu seja a melhor mãe que você poderia ter! Sei que farei o meu melhor...

 

Com amor. sua mãe Tayná" 

 

 

Please reload